A mesa foi realizada dia 11 de julho – quinta-feira – 8h30 às 10h.

MR13 – Ambiguidade, complexidade e transformação: perspectivas para a produção de análises do Estado e de movimentos sociais

Marcelo Carvalho Rosa (UnB), Camila Penna (UFRGS), Priscila Delgado de Carvalho (UFMG) – Debatedora: Sonia Alvarez (UMASS/Amherst)

A mesa reúne trabalhos que partem da perspectiva da multiplicidade dos objetos e processos e que, para analisá-los, buscam abordagens teórico-metodológicas capazes de captar e lidar com a natureza ambígua e complexa dos processos sociais e políticos, aceitando-as como explicações. Trata-se, em geral, de trabalhos que se valem da descrição como método fundamental para (re)construir, na pesquisa e nos relatos de pesquisa, os atores, enfocando a composição ou recomposição dos sujeitos e coletivos por meio de suas compilações/assemblages. Na mesa, pretende-se discutir as possibilidades para abordagens que não buscam, como conclusões, formatos estáveis (como as tipologias e os modelos), e dos desafios que esse tipo de leitura sobre a sociedade e sobre a política engendram. Os três trabalhos que compõem a mesa trarão estudos sobre movimentos sociais e Estado, em interfaces com as cartografias das controvérsias, com teorias feministas e de movimentos sociais e com as Teorias do Sul, a partir dos quais aportam reflexões sobre o papel da descrição para uma sociologia que dê espaço à multiplicidade.